Surra

O 5 de Espadas como arcano de conselho para este momento de sua vida solicita que você saiba se dar os devidos limites dentro do que você pode e do que não pode fazer, Caio. Não ponha o carro na frente dos bois, nem assuma mais compromissos ou responsabilidades do que você (humanamente) pode. Não se superestime e aprenda a colocar limites em seus próprios movimentos. Agir com prudência agora é a chave, ainda que você se irrite e ache a prudência algo um tanto quanto “covarde”. Encare o que é possível fazer, antes de seguir adiante. Ao contrário do que você pensa, reconhecer e respeitar os próprios limites não é um ato derrotista e sim um ato adulto que lhe permitirá futuramente ultrapassar as coisas que lhe incomodam tanto interna quanto externamente.

As cartas não mentem. Jamais.

Anúncios
Padrão

:(

POR QUE NÃO ABRIR O CORAÇÃO?

O Tarot, Caio, emite para você o conselho do Ás de Copas. Este arcano pede que, neste momento, você abra mais o seu centro do coração, deixando que a boa vontade e a afetuosidade brotem de sua alma sem expectativas ou condições. Permita que uma qualidade amorosa – que bate forte, pedindo pra sair – seja derramada para todos os cantos, inclusive para aquelas pessoas de quem você menos gosta. Muitas boas surpresas ocorrerão à medida que você compreender que, ao amar sem esperar resultados, os resultados são melhores do que os originalmente esperados. Abra-se ao novo, Caio! Não apenas a pessoas novas, mas também a novos olhares, novas perspectivas, de modo que o encantamento se derrame e você se perceba com a alma limpa, renovada, respirando e irradiando amor, tornando-se uma presença atrativa e desejada. É hora de amar, Caio! Não se importe se as pessoas não lhe correspondem. Você aprenderá, neste momento, que o amor faz bem principalmente a quem o emite. E termina sendo algo beneficamente contagioso: magnetiza e afeta, transformando o mundo em torno de si, tornando-o um lugar melhor.

Conselho: Momento de abrir o coração, de renovar.”

O tarot quer acabar comigo. :/

*update 01.04.10*

Agora eu sei porque não abrir o coração.

Porque quando ele não pensa, a alma padece. O corpo padece.

Padrão

Sobre acreditar

Às vezes a hipocrisia nada mais é do que o simples fato de querer acreditar numa realidade inventada.

É a esperança disfarçada, com vontade de crer numa projeção do melhor. Do que mais ser quer.

Porque a crença é o ferramenta para se transformar o que não é no que é. A crença é o que se pode ser. Poder. Mudar, fazer. Criar; crer.

Se isso for hipocrisia, dela sou agente. Quero acreditar no que eu mesmo desminto, no que rirão, no que me rirei; Mesmo se um dia eu acordar num súbito e fazer de mim pertencente ao mundo que – dizem ser – real. Sem me arrepender de ter vivido o que me fez bem;

Porque toda forma de vida vale a pena, se nela for possível encontrar a felicidade.

“Ninguém quer encarar os fatos, mas você não vai acreditar no que o amor pode fazer, até que ele aconteça com você”

– Adaptado

Padrão