Writer’s block

Dia desses me perguntando porque há um tempão não consigo escrever mais nenhuma canção de dor & sofrimento, cheguei à uma conclusão curiosa. Não deixei de sofrer, nunca vou deixar. Mas deixei de permitir que fatores externos me causem mais transtornos do que o necessário. Todo mundo precisa sofrer um pouquinho sim, ninguém é de ferro, mas, que nem outras coisas que aliviam nossa dor, sofrer vicia.

E o problema mora aí. Quando a gente se acostuma a se sentir uma vítima nas situações ruins, torna-se muito cômodo projetar a responsabilidade das merdas em outra pessoa. É muito empoderador assumir que suas próprias escolham tem consequências, e vai dar ruim em algum momento, e que injustiças acontecem o tempo todo com gente que merece muito menos que você (e aliás esse papo de merecimento é puro romantismo). Deixar de ser vítima é se respeitar.

Especificamente no campo afetivo-amoroso. A punheta emocional e filosófica que é ficar se refestelando na mágoa como forma de lidar com dor-de-cotovelo e sentir-se menos raso não é a coisa mais nobre que alguém pode fazer consigo mesmo. Não existe mérito nem poesia em deixar alguém foder com sua alegria durante muito tempo.

“O Amor é uma dor”. E é mesmo, mas não precisa ser. Com meu mapa astral e minha criação sou uma vítima fácil disso tudo. Escrever sobre fossa sempre foi uma válvula de escape e minha maneira de lidar com todos os boys que já me fizeram perder a vergonha na cara. Nunca vou desmerecer o amor e o que vem junto com ele, afinal, não sei nem quero viver sozinho. Mas respeitar meus próprios limites tem sido a lição que aprendi melhor nos últimos tempos.

Preciso encontrar outros temas pra escrever, acho que é isso. Não tem um desfecho melhor.

 

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s